Comparação de consumo máximo de oxigênio (VO2 max), entre as diferentes posições dentro de campo, de sujeitos que trabalham como trocadores de ônibus na cidade de Fortaleza e que praticam o futebol de campo amador

Análise do desenvolvimento das capacidades físicas potência anaeróbica, potência aeróbica, velocidade e força explosiva durante período preparatório de 6 semanas em futebolistas profissionais
9 de novembro de 2014
Elaboração e implantação de programas de ginástica laboral em empresas.
9 de novembro de 2014
Show all

RESUMO

Este estudo teve por objetivo comparar o valor de consumo máximo de oxigênio (VO2 max.), com as diferentes posições dentro de campo de 31 sujeitos do sexo masculino, com média de idade de 27 anos, estatura 172,6 cm, peso 74,7 kg e percentual de gordura 13,87%, que trabalham como trocadores de ônibus e são jogadores de futebol de campo amador da cidade de Fortaleza /CE. O consumo máximo de oxigênio foi determinado através do teste de corrida de 12 minutos no inicio do período preparatório de treinamento, que visava o campeonato de futebol de campo amador local. Os resultados mostraram para o grupo um valor médio de VO2 máx de 54,96 ml. Kg. -1 min-1. Aos relacionarmos a média dos resultados obtidos com o posicionamento dentro de campo (goleiro 49,07 ml. Kg. -1 min-1, zagueiro 55, 91 ml. Kg. -1 min-1, lateral 58,2 ml. Kg. -1 min-1, meio de campo 56, 57, ml. Kg. -1 min-1 e atacante 53,30 ml. Kg. -1 min-1), ficou claro haver diferenças entre o consumo máximo de oxigênio, devido às exigências físicas a que os jogadores de cada posição do time são submetidos nos coletivos e nas partidas de futebol. Concluímos que estes atletas necessitam de um programa de treinamento especifico e individualizado para melhorar o rendimento durante as partidas oficiais.

Referência biblíografica
Leilane da silva,M ; Domingues Filho, L.A – Comparação de consumo máximo de oxigênio (VO2 max), entre as diferentes posições dentro de campo, de sujeitos que trabalham como trocadores de ônibus na cidade de Fortaleza e que praticam o futebol de campo amador. 4º Congresso Científico Latino-Americano de Educação Física FACIS/UNIMEP, Piracicaba,2006.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *