Efeito de um programa de exercícios proprioceptivos no equilíbrio postural de mulheres adultas saudáveis e fisicamente ativas

Motivos e benefícios psicológicos que levam os indivíduos dos sexos masculino e feminino a praticarem o ciclismo indoor
9 de novembro de 2014
A eficiência da especificidade do treinamento funcional resistido
9 de novembro de 2014
Show all

RESUMO

O objetivo do estudo foi verificar se exercícios neuromusculares, com ênfase no sistema sensorial proprioceptivo, melhoram significativamente os padrões de equilíbrio postural em mulheres adultas saudáveis e fisicamente ativas. Para isto, 17 mulheres selecionadas sob aquele padrão, com médias de idade de 46,8 ± 11,2 anos, massa corporal de 64,8 ± 10,7 kg, estatura de 159,6 ± 5,8 cm e percentual de gordura corporal de 26,3 ± 7,4 %, foram divididas em dois grupos, treinamento (GT= 9) e controle (GC= 8). Toda a amostra foi submetida a testes de equilíbrio postural, antes e após o desenvolvimento do programa, segundo a proposta de TRITSCHLER (2003). O GT foi submetido a 12 semanas de treinamento proprioceptivo com auxilio de materiais, antes da sessão de treinamento que já praticavam normalmente, com freqüência de 2 vezes por semana, com duração de 10 a 15 minutos, enquanto o GC apenas continuavam praticando os exercícios que já realizava anteriormente. Depois deste período toda a amostra foi reavaliada. Os dados foram estatisticamente analisados através do teste “t” de Student dependente para a análise das variáveis entre pré-testes e pós-testes nos dois grupos, baseado em um nível de significância de p<0,05. Os resultados demonstraram que este período de 12 semanas não foi suficiente para provocar mudanças significativas nos padrões de equilíbrio em mulheres adultas saudáveis e fisicamente ativas.

Referência Bibliográfica

PEREIRA,C.A; DOMINGUES FILHO, L.A. Efeito de um programa de exercícios proprioceptivos no equilíbrio postural de mulheres adultas saudáveis e fisicamente ativas. Coleção Pesquisa em Educação Física, Vol.06 Ano 01, Pag.221-228, 2007.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *